Confiar em Deus com o coração de Maria

Maio de 2017

“Quando Isabel estava no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem prometida em casamento a um homem de nome José, da casa de Davi. A virgem se chamava Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: “Alegra- te, cheia de graça! O Senhor está contigo” (Lc 1,26-28).

O evangelho que acabamos de ler nos recorda o grande mistério que se cumpriu na vida de Maria de Nazaré. É possível que alguém se pergunte: o que se passou pela mente de Maria? O que sentiu após a mensagem do anjo? Entretanto tais perguntas permanecem sem uma resposta. O que sabemos com certeza à partir do texto bíblico é que um dia Deus entrou na vida de Maria e pediu-lhe que tivesse fé em Sua Palavra e acreditasse n’Ele!

A fé é um dom de Deus e ao mesmo tempo é um ato profundamente livre e humano! Crer é um dom divino, porém ao mesmo tempo depende da vontade humana, de um coração que se abre ao dom da fé. Crer é sair de si mesmo e de suas próprias seguranças e confiar na ação de Deus, confiar que Ele sempre indica a direção certa para a verdadeira liberdade, para a verdadeira felicidade. A fé, o ato de crer é um consentimento da mente e do coração que dizem “sim” a Deus! Um sim que transforma completamente a vida da pessoa. Na anunciação do anjo a Maria, na confiança que Maria deposita na vontade divina por meio das palavras do anjo, temos a imagem de quem quer encontrar o sentido de sua vida e, para tal, sabe que deve confiar em Deus.

Este é hoje um grande desafio para o homem que deseja crer; pois o homem hoje exige ver para crer; o homem hoje desconfia e duvida de tudo e de todos; o homem de hoje se fecha em si mesmo, isola-se do mundo concreto e acredita somente nas certezas que a técnica e a ciência apresentam como tal. Isso nos faz perguntar: é possível ainda hoje crer como Maria? A resposta é sim! – Sim, Senhor, faça-se em mim segundo a tua vontade!

A resposta de Maria deve convidar-nos a confiar mais em Deus. Deus é sempre bom, é sempre pai, é sempre verdadeiro! É preciso crer e abandonar-se nas mãos de Deus. É preciso ter a certeza de que Deus pode nos surpreender sempre, de que Ele quebra os nossos esquemas, põe em crise nossos projetos antes tão seguros, e nos pede somente: Confia em mim! Não tenha medo do que eu quero te pedir, não tenha medo de ir além!

Que devemos fazer, então? Devemos nos deixar surpreender por Deus, assim como fez Maria! Devemos abandonar nossas seguranças materiais, intelectuais; abandonar mesmo os nossos projetos e tudo submeter e esperar em Deus! Devemos, como Maria dizer o nosso próprio “Sim”, um sim que não se dá uma única vez, mas que se repete e se reafirma em diversos momentos da vida, sejam alegres ou dolorosos, assim como aconteceu com Maria.

Ousemos hoje crer! Arrisquemos hoje por meio da fé! Invoquemos a ação do Espírito Santo em nós e em nossa oração para que seja um momento de verdadeiro encontro com o Senhor e com sua vontade. Deixemos que a oração diária, e a leitura da Bíblia iluminem nosso dia-a-dia e nossas vidas. Busquemos nos sacramentos as nossas reservas espirituais de energia para que possamos sempre renovar o nosso sim, renunciando a toda a comodidade! Permitamos que o Bom Deus nos surpreenda com seus desígnios, cultivando um coração dócil como o de Maria, manso e humilde como o do Filho!

Antônio Dilben Rabelo Fleming
Fundador e Moderador Geral

Baixe aqui esta formação

Print This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunidade Católica Mar a Dentro – Discípulos e Ministros da Obediência e da Paz
E-mail: maradentro@maradentro.com.br ✺ Tel: (+ 55) 17 – 3222-4436

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados