Um pastor com o cheiro das ovelhas

New cardinal Orani Joao Tempesta, who is one of the 19 new cardinals installed by Pope Francis (not pictured) during the Consistory ceremony in Saint Peter's Basilica at the Vatican City 22 February 2014. ANSA/ FABIO FRUSTACIVisão pastoral e perfil de pastor do Cardeal  Dom Orani

É fundamental para uma compreensão do agir pastoral de Dom Orani, considerar sua formação na vida religiosa dentro do carisma da Ordem Cisterciense. É possível perceber que o nosso novo cardeal foi moldado numa profunda espiritualidade que une a prática da oração, a vida comunitária e a evangelização por meio da liturgia e do trabalho pastoral.

O seu zelo pelo amor a Deus, ao próximo mais próximo e ao povo tem como base a formação religiosa recebida no seio familiar, num contexto específico de uma cidade do interior paulista, São José do Rio Pardo, certamente marcada pelos eflúvios benéficos do testemunho dos monges cistercienses presentes neste município. Ingressou no mosteiro com apenas 17 anos, foi vice-prior, prior e abade do Mosteiro de Nossa Senhora de São Bernardo e, concomitantemente na diocese de São João da Boa Vista, vigário paroquial, pároco, coordenador diocesano de pastoral e também da pastoral da comunicação, membro do conselho de presbíteros, membro do colégio dos consultores, professor do Seminário Diocesano Coração de Maria.

missa recepcao 3O que pensar a partir de tantas funções de responsabilidade exercidas, até que foi chamado a ser bispo da Diocese de São José do Rio Preto? Poderíamos ainda colocar outras mais que assumiu como bispo, para confirmar que sua fala, conduta pastoral e vida pessoal não encontram contradição, mas são marcadas por uma coerência exemplar, que arranca louvores em tempos tão difíceis nos quais a Igreja e seus membros são assaltados por deprimentes exemplos e verdadeiros contra testemunhos da fé católica. Seria algo inaudito, se não tivéssemos o testemunho de São Bernardo de Claraval, marcado por uma virtuosa vida de oração, o trabalho constante, a humildade cativante, a caridade incansável e cultura profunda.

Dom Orani passou de sua primeira diocese para a Arquidiocese de Belém do Pará e, depois, para a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Seguindo as inspirações divinas, por todos esses lugares deixou marcado uma teoria e prática pastoral selada pela força inquestionável da comunhão, articulando seu agir com coerência a partir desta chave de compreensão do Vaticano II, como tão bem desenvolveram os teólogos von Balthasar, de Lubac e Ratzinger, atual Papa Emérito Bento XVI.

Diferente dos teólogos citados, Dom Orani escreve seus livros e desenvolve sua teologia de comunhão, claramente expressa no seu lema episcopal “Ut Omnes Unum Sint” (para que todos sejam um), no coração de todos aqueles que estiverem e se encontrarem sob o seu cuidado de pastor. Essa comunhão se realiza de forma literalmente encarnada: sua presença é concreta, demonstrada pela participação em reuniões, encontros, quermesses, procissões, na visita aos enfermos, nas periferias, nos centros de ensino básico e superior, nas casas de seus padres, nas liturgias em capelas, em barracões improvisados, em catedrais.

20130728184111342091iDiante de uma limitação concreta de tempo e espaço, Dom Orani é capaz de surpreender com sua facilidade, desenvoltura em compreender, estimular e usufruir com eficácia os meios de comunicação ao seu dispor. Seja pelas suas características físicas (aparência, tom de voz, olhar atento, sorriso terno) ou intelectuais (clareza de raciocínio, capacidade de adequar a linguagem), unidas a uma profunda comunhão com a doutrina da Igreja e fidelidade ao Santo Padre Francisco, suas palavras e imagem realmente apontam para um amável pastor que nunca esconde de suas ovelhas as dificuldades do seguimento de Jesus Cristo. Na verdade, é sempre no único Pastor, Jesus, o Filho de Deus, que Dom Orani se espelha e para Ele aponta com a trajetória de sua vida cristã.

Uma visão do povo de Deus segundo a Lumen Gentium, uma consciência do coração do homem segundo a Gaudium et Spes, um amor à verdade revelada e à Palavra de Deus segundo a Dei Verbum e uma presença concreta como Jesus no Evangelho, mostram sua visão pastoral marcada pela fidelidade à Igreja Católica Apostólica Romana. É um bispo marcado pela comunhão missionária; em sua visão pastoral ele às vezes está à frente, outras vezes simplesmente no meio e em certas circunstâncias atrás do povo (cf. Evangelii Gaudium 31).

missa recepcao 5Já o seu perfil de pastor se revela como a de um homem evangelizado e constantemente aberto à conversão, por isso suas palavras sempre são carregadas de misericórdia e esperança; e, porque evangelizado, evangeliza como a Igreja é chamada a evangelizar, envolvendo-se, abaixando-se e até sendo humilhado, por isso podemos afirmar, é um evangelizador, um pastor que possui o “cheiro das ovelhas” (cf. Evangelii Gaudium 24).

Pe. Douglas Cardoso Metran
Formador Geral da Comunidade Mar a Dentro

Print This Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunidade Católica Mar a Dentro – Discípulos e Ministros da Obediência e da Paz
E-mail: maradentro@maradentro.com.br ✺ Tel: (+ 55) 17 – 3222-4436

Copyright 2017 © Todos os direitos reservados