Comunidade Católica Mar a Dentro

Notícias › 14/11/2012

Posse de Dom Tomé será no dia 16 de Novembro

Está marcada para a próxima sexta-feira, dia 16 de novembro, às 19h30, a missa solene de posse do novo bispo da Diocese de São José do Rio Preto, Dom Tomé Ferreira da Silva, 51 anos, nomeado no dia 25 de setembro pelo santo papa Bento XVI.

A cerimônia será celebrada na igreja Sé Catedral São José, igreja-mãe da Diocese, com participação de todos os padres, diáconos, religiosos (as) e seminaristas e de todo o povo.

O Sistema Diocesano de Comunicação, que inclui a Rádio Interativa FM 104.3 FM e o site da Diocese www.bispado.org.br farão a transmissão ao vivo da celebração. São esperadas cerca de 1.500 pessoas.

Assim Rio Preto ganha seu quinto bispo , mais um que é mineiro. O primeiro bispo foi Dom Lafayette Libânio, nascido em Pouso Alegre (1930-1966); o segundo, o português Dom José de Aquino Pereira (1968-1997); o terceiro, o paulista Dom Orani João Tempesta (1997-2004); e o quarto, Dom Paulo Mendes Peixoto (2004-2012), de Imbé de Minas. Entre Dom Lafayette e Dom Aquino, atuou como bispo auxiliar Dom José Joaquim Gonçalves, por curto período.

Dom Tomé é um sacerdote moderno, gosta de tecnologia (ele tem um blog e participa do Facebook e Twiter), mas é ao mesmo tempo homem da terra: gosta de sítio e de natureza. Levanta-se cedo todos os dias e faz caminhada. Gosta de uma boa comida mineira. Lê muito, intensamente, de livros a jornais. A leitura diária de jornal é obrigatória.

Inteligentíssimo e competente são qualidades apontadas pelos assessores, entre eles Francisco David Rodrigues, que trabalha na Região Ipiranga. Também é uma pessoa super acessível e bem próximo dos fiéis. Independente, ele próprio dirige seu carro. Como responsável pela Região Episcopal Ipiranga, da Arquidiocese de São Paulo, Dom Tomé tem agenda lotada.

Carta de Dom Tomé a São José do Rio Preto

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Caro filho e querida filha, Graça e paz!

Na memória de São Cosme e Damião, nesta manhã de vinte e seis de setembro de dois mil e doze, volto meu olhar, pensamento e coração aos fiéis da Diocese de São José do Rio Preto, no estado de São Paulo, bem como aos homens de boa vontade que residem em seu território. Deus seja louvado! No dia dezessete de setembro do ano em curso, memória de São Roberto Belarmino, na hora em que o sol, tendo atingido o píncaro, iniciava sua descida ao poente, a Igreja solicitou-me que abrisse uma fresta em meu coração e por ela deixasse entrar em minha vida e ministério o Povo de Deus que habita na Diocese de São José do Rio Preto. Desde então, tenho-os já em meu coração; agora, como São Paulo, também suplico: Dai-nos lugar em vossos corações (2 Cor 7,2a).

Na fé, curvo-me, afirmativamente, à vontade do Santo Padre o Papa Bento XVI, que me envia e doravante deseja-me como Bispo da octogenária Diocese de São José do Rio Preto. E o faço em espírito filial e discipular, na e com a Igreja, Mãe e Mestra, a quem desejo sempre servir com coração de um operário da vinha do Senhor e consciência de um pecador convertido e servo inútil. No aguardo do dia do início desta missão, dentro em breve, convido-os à oração, para que ela nos predisponha a realizar com liberalidade e alegremente a vontade do Senhor: Sede, portanto, perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito (Mt 5,48). Santidade que é dom de Deus Pai e resposta nossa, construída na verdade e caridade, objetivo primeiro e último da Igreja na sua ação querigmática, evangelizadora, sacramental e pastoral.

Unidos pelo Espírito Santo, peçamos a intercessão terna e materna de Nossa Senhora, invocada com o título do Imaculado Coração de Maria, e de São José, pois, como afirma Santo Agostinho: Maus pastores, livre-nos Deus, infelizmente o somos; bons, valha-nos Deus, só o podemos com a sua graça. Por isto também a vós, meus irmãos, prevenimos e rogamos a que não recebais em vão a graça de Deus (2 Cor 6,1). Tornai frutuoso o nosso ministério. Sois plantação de Deus (1 Cor 3,9). Recebei de fora quem planta e quem rega; por dentro, aquele que dá o incremento. Ajudai-nos não só rezando, mas obedecendo; para que nos maravilhe não tanto o estar à vossa frente quanto o vos ser útil ( Sermo 140, 1: PL 38, 1484 ).

Amplexo e todo bem!

 + Tomé Ferreira da Silva.

Fonte: www.bispado.org.br

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

maradentro@maradentro.com.br

(+55) 17 3222-4436

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail