Comunidade Católica Mar a Dentro

Santa Teresinha no Carisma Mar a Dentro

A cada dia somos chamados a irmos “mar a dentro” em nosso chamado e em nosso trabalho. Nossa Regra de Vida nos indica que “buscamos na vida dos Santos um exemplo de entrega, de intimidade com Deus, e de compromisso com a missão” (RV 110).

Cada amanhecer é uma nova descoberta daquilo que somos e do grande chamado que Deus tem para nós. Por isso precisamos ir “Mar a Dentro”. Para adentrarmos no mar de nossas vidas é preciso coragem! Coragem para mergulharmos no grande mistério que somos, aceitar o que somos e, assim, nos deixar moldar, nos deixar transformar em criaturas novas.

A pequena via

Santa Teresinha nos deixou um caminho novo para nos tornarmos “homens novos e mulheres novas para um mundo novo”, um caminho que nos é proposto dentro de nosso carisma – “a pequena via”. Isso não significa que não precisamos enfrentar o mar bravio, as ondas fortes e os desafios que este caminho nos propõe. Pelo contrário, para vivermos a “pequena via” são necessárias pessoas espiritualmente adultas, livres e, portanto, capazes de fazer escolhas de vida, pessoas que sabem exatamente aquilo que querem, o que se propõem e o porquê. As escolhas devem ser realizadas sem se deixar dominar pela superficialidade, pelas emoções pelas distrações ou pela vontade de se entregar a tudo, permitindo que a vida se baseie sobre recortes de jornal ou sobre figurinhas, sobre revistas ou outros meios de comunicação, em especial a televisão, que frequentemente vendem um sonho para desviar-nos em direção a uma realidade vazia, enfadonha, inquieta e deprimente. São necessárias vontades fortes e resolutas para traduzir na vida encarnada a descoberta de Teresinha, os indecisos não o farão.

Jesus não ofereceu a ninguém um caminho adocicado e facilitado, antes, porém nos diz: “Quem quiser me seguir tome sua cruz e siga-me” (Mt 16,21-27).

Santa Teresinha indica um caminho que todos podem percorrer, a “pequena via” não dispensa ninguém do uso da “violência” evangélica necessária para possuirmos o Reino de Deus (Mt 11,12).

Quem quiser percorrer esse caminho deve animar-se com coragem para renunciar por completo a si e a sua vontade, entregando-se inteiramente à vontade de Deus.

Santa Teresinha ao pensar um novo nome para si pensou – vontade de Deus, pois na vontade de Deus encontrava sua paz, sua alegria, “O que mais me agrada é o que Deus quer e escolhe para mim.” (Santa Teresinha). Não temia ser pequena, frágil imperfeita; quanto mais pequenina fosse, mais próxima de Jesus estaria, aceitava suas misérias e aos braços de Jesus se entregava, se abandonava. Como viver esta “pequena via”? Rezando e amando!

A oração é um impulso do coração

“A oração é o sustento e a resposta da nossa vida comunitária.” (RV 106) é por meio dela que encontramos força para cumprir nossa missão; em cada gesto, em cada olhar, em um sorriso de acolhimento buscamos com o carisma Mar a Dentro revelar o amor que Deus tem por nós. “Para mim, a oração é um impulso do coração, um simples olhar dirigido para o céu, um grito de agradecimento e de amor, tanto do meio do sofrimento como do meio da alegria. Em uma palavra, é algo grande, algo sobrenatural que me dilata a alma e me une a Jesus.” (Santa Teresinha)

Igreja de Santa Teresinha
Iturama – MG

Deus é simples, por isso que Santa Teresinha seguindo seu exemplo nos convida a experimentá-lo nas pequeninas coisas do nosso dia a dia e a realizar tudo com amor.

Não tenhamos medo de avançarmos nesta “pequena via”, sejamos pequenos, mas fortes guerreiros na busca de nossa santificação e na de nossos irmãos.

Santa Teresinha, rogai por nós!

 Márcia Maria da Silva
Casa de Nazaré – Iturama-MG

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

maradentro@maradentro.com.br

(+55) 17 3222-4436

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail